fbpx

Londrina e Paysandu empatam sem gols, em jogo fraco no Estádio do Café

Share this...

Com poucas oportunidades, e muita marcação, Londrina empata com Paysandu em casa, e vê acesso mais distante

Por Vinícius Eira
Foto: Gustavo Oliveira/Londrina EC

Na noite desta segunda-feira (4), Londrina e Paysandu se enfrentaram no Estádio do Café, em jogo válido pela quarta rodada da segunda fase da Série C. O Tubarão precisava da vitória para ter chance até de assumir a liderança do grupo, e ficar mais perto do acesso. Já o Paysandu vinha mais tranquilo, sabendo que o empate ainda era um ótimo resultado em busca da Série B. No fim, muita marcação, poucas oportunidades, e nenhum gol.


PRIMEIRO TEMPO

A ordem no Londrina era manter a base que enfrentou o Paysandu semana passada, mas desta vez sem erros para buscar a vitória. Já o Papão veio mais focado em se defender, e se tivesse sorte, poderia encontrar um gol salvador. Tanto é que o técnico João Brigatti postou uma equipe com três zagueiros, dois laterais mais defensivos e dois volantes de marcação para coibir a equipe do Londrina.

E quem esperava um duelo aberto, cheio de oportunidades, se decepcionou bastante. Até os 20 minutos, as duas equipes só entregaram faltas, e muitas faltas. Só no primeiro tempo foram sete cartões amarelos. Bola mesmo, faltou. O Londrina se postava de maneira bastante espaçada em campo, com dificuldade de conexão entre os setores, e sofrendo com a pressão alta do Papão. Com meio campo distante, e sem velocidade, o Tubarão se tornava previsível e não criava nada.

As primeiras oportunidades de gol foram dos visitantes. Primeiro, Juninho cobrou falta na área, a zaga do Londrina cochilou, Dalton saiu mal, e Nicolas desviou de cabeça, mas a bola foi para fora. Três minutos depois, o próprio Juninho cobrou escanteio fechado, mas Perema finalizou mal e a bola saiu pela linha de fundo. A única chance de gol alviceleste na primeira etapa, surgiu aos 29 minutos, após boa chegada de Rafael Rosa pela esquerda, que terminou nos pés de Adenílson, mas o meia chutou na rede pelo lado de fora.

O Paysandu ainda esboçou uma blitz no fim do primeiro tempo. A primeira chance saiu em finalização de PH de fora de área, que Dalton não conseguiu agarrar e entregou nos pés de Wellington Reis, mas o volante isolou. Na sequência, Juninho cobrou novo escanteio fechado, Dalton saiu mal, mas Vitor Feijão errou e mandou a bola para fora. No geral foi isso, muita disputa pelo meio, um Londrina pouco criativo, dependente de jogadas individuais que não saíram, e praticamente sem levar perigo ao gol de Paulo Ricardo.


SEGUNDO TEMPO

Para a segunda etapa, o técnico Alemão tentou mudar um pouco o Londrina, promovendo as entradas de Igor Paixão e Jardel. O volante deu mais consistência defensiva ao meio campo alviceleste, enquanto o atacante era uma opção pelas beiradas. Mas efetivamente, o Tubarão ainda barrava na forte marcação adversária. A postura até mudou, com o LEC sofrendo menos, e tendo mais presença no campo de ataque. Mas a grande posse de bola não se transformou em chances de gol.

Com o passar do tempo, Alemão priorizou ter o controle do meio campo, e abdicar da velocidade pelas alas. Para isso, entrou Celsinho, e a substituição surtiu rápido efeito. Aos 29 minutos, o meia puxou grande contra-ataque, e deixou Carlos Henrique na cara do gol, mas o atacante finalizou fraco, e Paulo Ricardo, bem posicionado, fez a defesa.

O Paysandu sentiu o golpe, não encaixava mais as transições perigosas, e passou a só se defender. Mas o Londrina não tinha mais qualidade e repertório para atacar. Sem velocidade pelas alas, e com um meio que trocava passes sem muita objetividade, o Tubarão viu o tempo passar sem conseguir fazer muita coisa. A chance final veio em bola parada, que Adenílson cobrou fechado, mas Paulo Ricardo fez mais uma boa defesa e sacramentou o empate.

O Londrina segue na terceira colocação grupo D com cinco pontos – dois a menos que Paysandu e Remo – e a cobrança pela vitória no próximo jogo aumentou, e muito. E a partida é novamente em casa, no Estádio do Café, contra o Ypiranga-RS, no próximo domingo (10), às 20 horas. Já o Papão segue em segundo, mas empata em pontos contra o maior rival e vai para o clássico buscando o bom resultado para ficar mais próximo do acesso. Paysandu e Remo se enfrentam também no próximo domingo (10), às 18 horas, no Estádio Mangueirão, em Belém-PA.


FICHA TÉCNICA: LONDRINA 0X0 PAYSANDU

Londrina: Dalton; Gedeílson, Jeferson, Marcondes e Rafael Rosa (Alan Cardoso); Marcel (Jardel), Matheus Bianqui e Adenílson; Samuel Gomes (Igor Paixão), Douglas Santos (Celsinho) e Júnior Pirambu (Carlos Henrique). Técnico: Alemão.

Paysandu: Paulo Ricardo; Tony (Willyam), Micael, Perema, Wesley Matos (Carlão) e Diego Matos; Wellington Reis, PH e Juninho (Uilliam Barros); Vitor Feijão (Marlon) e Nicolas (Mateus Anderson). Técnico: João Brigatti.

Cartões amarelos: Marcondes, Jeferson, Marcel, Douglas Santos e Alan (do banco de reservas) para o Londrina. Wesley Matos, Wellington Reis, Juninho, Vitor Feijão, Nicolas e Gabriel Leite (do banco de reservas) para o Paysandu.

Cartão vermelho: Tony (no banco de reservas) para o Paysandu.

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG).

Assistentes: Pablo Almeida da Costa (MG) e Frederico Soares Vilarinho (MG).

Local: Estádio do Café, em Londrina.


LEIA MAIS: Federação divulga tabela do Paranaense 2021; Londrina recebe o Maringá na estreia

BAIXE O APLICATIVO DA TUBARÁDIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *