fbpx

Londrina foi a sexta equipe sul-americana que mais negociou jogadores em 2020, veja a lista completa

Share this...

FIFA divulgou estudo na última segunda-feira (18) que coloca o Londrina na lista dos clubes com mais negociações em 2020. Mas relação de atletas do setor financeiro do clube diverge com a da entidade

Por Vinícius Eira, com colaboração de Cristiano Gonçalves

A maior entidade do futebol, FIFA, divulgou seu estudo anual tradicional sobre transferências nesta segunda (18), e um dado chamou a atenção: o Londrina foi a sexta equipe da América do Sul com mais registro de saídas de jogadores em 2020, com 19. O Tubanautas foi atrás dessa lista junto com o clube, e encontrou divergência no número de negociações.

Londrina 2020
Lista dos clubes com mais saídas de jogadores na América do Sul em 2020 (Reprodução/FIFA)

Primeiro, o parâmetro de negociação da FIFA é nebuloso, já que a entidade identifica transferência como qualquer contrato de um clube para outro, e até rescisão para ir para outra equipe. Portanto, o setor financeiro do Londrina disse que o clube, não necessariamente, ganhou dinheiro com essas movimentações de mercado, mas qualquer saída de atleta do LEC para outro time pode ter sido contada.

Com isso, e, como o documento da FIFA não traz as negociações, apenas os números das transferências, nossa equipe foi atrás dessa lista e identificou uma irregularidade. O setor financeiro do Londrina levantou 21 negociações, enquanto o estudo apresenta 19. Dentre essas, muitos empréstimos e contratos que foram rompidos, a lista levantada pelo jornalista Cristiano Gonçalves também soma 21 atletas, que são:

  1. Deivid (atacante)
  2. Igor Miranda (lateral)
  3. Wellison (atacante)
  4. Fernando Timbo (zagueiro)
  5. Rômulo (volante)
  6. Matheus Albino (goleiro)
  7. Safira (atacante)
  8. Raí Ramos (lateral)
  9. Alysson (volante)
  10. Thiago Henrique (atacante)
  11. Matheus Olavo (meia)
  12. Augusto (zagueiro)
  13. Edrean (atacante)
  14. Miullen (atacante)
  15. Anderson Leite (meia)
  16. Paulinho Moccellin (atacante)
  17. Cesar (goleiro)
  18. Pastor (lateral)
  19. Silvio (zagueiro)
  20. André Moritz (meia)
  21. Emerson (goleiro)

O levantamento do Londrina ainda identificou que alguns nomes não foram considerados em listas de sites especializados em transferência, como o caso do goleiro Matheus Albino, que saiu do LEC em agosto de 2020, para o FC Zire, do Azerbaijão. Em relação a isso, o clube afirmou que pode entrar com uma solicitação na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para verificar todos os trâmites legais da negociação, e o porquê de ela não ter aparecido nas pesquisas.

O documento completo conta com a análise das transferências do futebol, os clubes que mais compraram e venderam, o perfil das vendas, os jogadores mais caros e a comparação com anos anteriores. O estudo pode ser visto aqui.


LEIA MAIS: Sérgio Malucelli confirma a permanência do atacante Safira no Londrina para 2021
Adenílson renova, e Gedeílson se despede do Londrina
Londrina 2021: veja como fica o elenco após o acesso à Série B
Análise – Londrina teve que se reerguer durante toda a Série C para garantir o acesso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *