fbpx

Londrina reage no segundo tempo, busca a virada contra a Tombense e assume a liderança do grupo

Share this...

Com tempos distintos, e com grande atuação do técnico Alemão, Londrina muda da água para o vinho e conquista vitória heroica contra a Tombense

Por: Vinícius Eira
Foto: Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube

O Tubarão recebeu a Tombense neste sábado (28), no Estádio do Café, pela 17ª rodada da primeira fase da Série C, em jogo que valia a vida da equipe na competição. Durante boa parte da partida, o LEC esteve fora do G-4, e qualquer resultado que não fosse a vitória seria muito prejudicial para as pretensões no certame. E durante 45 minutos, tudo se desenhava para a tragédia, com a equipe novamente com muita dificuldade na criação de jogadas, e o adversário dominando em todos os âmbitos. Gabriel Lima abriu o placar para os visitantes ainda na primeira etapa. Mas Alemão, a base, e os reforços brilharam, o panorama mudou, o escrete alviceleste pressionou, e Juan Matos e Douglas Santos viraram a partida. Vitória que mantém o LEC vivo, e deixa a equipe na liderança a uma rodada do fim da primeira fase.


O JOGO

Quem acompanhou o Londrina na Série C, já ficou desconfiado na escalação inicial. Novamente, Carlos Henrique entre os titulares, e Escobar e Jardel responsáveis pelo meio de campo e saída de bola do Tubarão. A Tombense, que vinha embalada pela sequência de 10 jogos sem perder, aproveitou e dominou o jogo. Com uma postura bem mais ofensiva, ditando o ritmo da partida, e aproveitando a passividade alviceleste, os mineiros tomaram conta do jogo.

O Londrina seguia com muitas dificuldades na saída de bola, com Adenílson tendo que voltar até a linha de volantes para ajudar, e consequentemente, ficando longe do gol, além de ter a presença nula do seu centroavante, Carlos Henrique. Com todo mundo atrás, o Carcará de Tombos foi para a cima e criou bastante. Ibson e Everton alternavam bastante pelo lado esquerdo, enquanto Rubens se movimentava bem no ataque e puxava a marcação. Do lado do LEC, nenhuma chance clara de gol.

A tragédia era anunciada, e acabou se confirmando no fim da primeira etapa. Rubens foi acionado na ponta direita, e cruzou na entrada da área. Ibson não alcançou e a bola sobrou nos pés de Everton, que finalizou no canto, a bola tocou na trave, e Gabriel Lima, sem marcação dentro da área, conferiu o rebote para abriu o marcador. A postura do Londrina era de abatimento, já que a equipe perdia, não demonstrava nenhuma alternativa para se recuperar na partida, e se via, naquele momento, fora do G-4.

GUS_6842
A torcida compareceu no estádio antes do jogo para recepcionar e apoiar o Londrina (Gustavo Oliveira/Londrina EC)

Para o segundo tempo, Alemão começou seu show nas substituições. Primeiro, com as entradas de Celsinho e Juan Matos nos lugares de Carlos Henrique e Jardel. O Londrina passou a ter Adenílson na saída de bola e Celsinho livre na intermediária ofensiva. Além disso, o C10 incorporou o perfil de líder e mudou os ânimos da equipe. O jogador brigou nas faltas polêmicas, cobrou arbitragem, correu e deu a vida pela partida, justificando toda a sua idolatria.

Mas por outro lado, o Londrina ainda tinha Gedeílson, Victor Daniel e Adenílson abaixo do que já apresentaram na competição. Mas Alemão leu bem o jogo e fez mais três excelentes alterações, colocando Luan improvisado na lateral, e Samuel Gomes e Douglas Santos no ataque. O Londrina mudou, passou a ser um time mais combativo, ofensivo, com raça, e a Tombense, sem alternativas, recuou demais suas linhas. Então, os reservas do LEC resolveram a partida.

Aos 31 minutos, Luan Marchiori fez um lindo lançamento pela direita, e Juan Matos escorou de cabeça dentro da área para igualar o placar. Com o gol, o psicológico de ambas as equipes mudou, e o Tubarão passou a ser um time muito mais confiante, enquanto a Tombense passou a ser mais reativa. Com isso, a virada veio, e veio em grande estilo. Após boa jogada pela esquerda, Samuel Gomes cruzou, Douglas Santos chegou finalizando na segunda trave, mas o goleiro Murilo fez um milagre. Porém, no rebote, o inspirado Douglas Santos emendou uma bicicleta e fez a cidade de Londrina explodir. Era a virada alviceleste.

Com a derrota, a Tombense até abriu mão da cera, tentou adiantar suas linhas e pressionar o Londrina, mas era tarde demais. O Tubarão buscou uma reação incrível, igualou o recorde de 2018 de oito vitórias seguidas em casa, acabou com a sequência de 10 jogos sem derrota dos mineiros, e de quebra, assumiu a liderança do grupo B.

Agora, o Londrina, que só depende de si mesmo para se classificar, vai ao Rio de Janeiro para enfrentar o Volta Redonda, no próximo sábado (5), às 19 horas, no estádio Luso Brasileiro. Já a equipe da Tombense, que chegou a ser líder durante o jogo, foi ejetada do G-4, e precisa da vitória, além de outro resultado. A vantagem, é que o Carcará recebe o já rebaixado Boa Esporte em Tombos no mesmo dia e horário.


FICHA TÉCNICA: LONDRINA 2X1 TOMBENSE

Londrina: Dalton; Gedeílson (Luan), Marcondes, Jeferson e Rafael Rosa; Escobar, Jardel (Celsinho) e Adenílson (Samuel Gomes); Igor Paixão, Victor Daniel (Douglas Santos) e Carlos Henrique (Juan Matos). Téc: Alemão.

Tombense: Murilo; Ramon (Claudino), Moisés, Carioca e João Paulo (Jhemerson); Falcão (Manoel), Denner e Ibson; Everton (Zé Vitor), Gabriel Lima e Rubens (Alipio). Téc: Julinho Camargo.

Gols: Juan Matos (31’2T) e Douglas Santos (39’2T) marcaram para o Tubarão. Gabriel Lima (43’1T) descontou para os visitantes.

Cartões amarelos: Victor Daniel e Celsinho para o Londrina. Ramon e João Paulo para o Tombense.

Árbitro: José Henrique de Azevedo Júnior-MA.

Assistentes: Antônio Adriano de Oliveira-MA e Elson Araújo da Silva-MA.

Estádio do Café.


LEIA MAIS: Londrina domina primeira etapa, goleia o Trem e avança na Copa do Brasil sub-17

BAIXE O APLICATIVO DA TUBARÁDIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *