fbpx

Londrina tropeça em casa contra o Ypiranga, e fica mais distante do acesso

Share this...

Agora, o Londrina tem que vencer o Remo em Belém, e torcer por um tropeço do Paysandu para subir à Série B

Por Vinícius Eira
Fotos: Gustavo Oliveira/Londrina EC

Londrina e Ypiranga se enfrentaram na noite deste domingo (10), no Estádio do Café, em jogo válido pela 5ª rodada da 2ª fase da Série C. Com duas equipes necessitando da vitória para não irem pressionadas para a partida final, a expectativa era de muitas oportunidades e gols. Mas o que vimos foi um empate por 1 a 1 e um caminhão de chance perdida. Zé Mário abriu o placar no primeiro minuto, Adenílson retomou a igualdade do placar em um golaço, e Reinaldo ainda desperdiçou uma penalidade para o escrete Canarinho. No fim, igualdade no marcador que desagrada os torcedores das duas equipes, e joga uma pressão para o próximo fim de semana.


PRIMEIRO TEMPO

Sem Alemão, acometido com a Covid-19, o Londrina foi a campo hoje com o auxiliar técnico Warta no comando da equipe. E o time que entrou em campo surpreendeu, principalmente pela entrada de Bidía, e ainda mais com a braçadeira de capitão. Na frente, Igor Paixão e Uelber buscavam dar mais velocidade ao ataque alviceleste. Com isso, esperava-se um Tubarão com mais equilíbrio defensivo, e agredindo no ataque, com pressão na saída de bola do Ypiranga e explorando os espaços do adversário.

Mas tudo que se planejava, e tudo que o auxiliar Warta disse na preleção foi por água abaixo logo no primeiro minuto. O Ypiranga se lançou para o ataque, pressionou o LEC e chegou ao gol com muita facilidade. Após escanteio cobrado na direita, Dalton saiu mal do gol, Gedeílson não acompanhou e Zé Mário chegou livre para finalizar e abrir o placar. O tento mudou todo o panorama do jogo. O Londrina não encontrou os espaços que planejava porque o Canarinho se fechou bem, com o resultado debaixo do braço, buscando as transições.

Restou ao Tubarão passar a construir jogadas, e correr atrás do adversário novamente. A primeira chance surgiu com Adenílson em falta cobrada pela direita que acertou a rede pelo lado de fora. Aos 18, Uelber aproveitou bola recuperada no ataque e tentou surpreender o goleiro Deivity, que estava adiantado, mas a finalização tirou tinta da trave. E quando a partida estava morna, Adenílson tirou um coelho da cartola. Aos 28 minutos, o meia recebeu na intermediária ofensiva, girou em cima de dois marcadores, e acertou um belíssimo chute, cruzado, sem chance para Deivity.

O gol renovou os ânimos do Londrina, e jogou a pressão para o Ypiranga, que passou a errar muitos passes e dar espaço ao Tubarão, já que precisava atacar novamente. Mas o Tubarão não conseguiu ter presença ofensiva, não levou mais perigo ao gol de Deivity e viu a partida caminhar para o intervalo.


SEGUNDO TEMPO

O torcedor respirou aliviado, ia com um empate para segunda etapa, e esperava uma postura diferente nos últimos 45 minutos. Mas novamente, quem começou pressionando o jogo foi o Ypiranga. Zé Mário teve outras duas chances em lances idênticos ao gol marcado no primeiro, mas nessas as finalizações foram para fora. Além disso, Mossoró e Leílson tiveram boas chances, mas foram travados pela defesa.

Então, o Warta apostou na velocidade. Colocou Victor Daniel no lugar de Bidía e lançou o Tubarão ao ataque, que cresceu, mas perdeu muitas chances. Uelber teve nova chance em contra-ataque, invadiu a área e assustou o goleiro Deivity em chute cruzado. Depois, Vitinho fez grande jogada na esquerda, cruzou rasteiro para Adenílson, que dominou com a direita, trouxe para o pé bom, cortou um zagueiro, mas teve o chute travado e a bola passou rente ao travessão. Além das finalizações, o LEC teve mais de uma oportunidade de transição que acabou sendo mal executada e não se converteu em chance ou gol.

Quem acabou se aproveitando disso foi o Ypiranga. Aos 35, após boa triangulação, Cristiano foi lançado na área, mas acabou sendo derrubado por Alan Cardoso, e o árbitro Bruno Arleu de Araújo marcou penalidade. Com isso, o escrete Canarinho poderia passar o Londrina e se isolar como time que mais fez gols de pênaltis na Série C, com sete. Poderia, porque Dalton foi buscar a cobrança feita pelo zagueiro Reinaldo.

A defesa acabou dando uma sobrevida ao próprio Ypiranga, que sufocou o LEC ainda nos minutos finais. Quirino teve chance de cabeça, Mossoró teve chance de falta, além de Revson e Leílson, que arriscaram de fora da área, mas também pararam no goleiro alviceleste. Ao Londrina, faltou perna e capricho, os contra-ataques cessaram e tudo acabou como estava. 1 a 1.

Agora tudo ficou para a última rodada. O Londrina encara o Remo, que já garantiu o acesso, em Belém, no sábado (16), às 17 horas. Ao Tubarão resta vencer e torcer por um tropeço do Paysandu, que viaja a Erechim para enfrentar o Ypiranga no mesmo dia e horário.

Dalton defendeu pênalti que decretou empate entre Londrina e Ypiranga.
Dalton defendeu pênalti e garantiu ponto que pode ser precioso na briga pelo o acesso (Gustavo Oliveira/Londrina EC)

FICHA TÉCNICA

Londrina 1×1 Ypiranga-RS

Londrina: Dalton; Gedeílson, Marcondes, Jeferson e Rafael Rosa (Alan Cardoso); Bidía (Victor Daniel), Marcel (Matheus Bianqui) e Adenílson (Celsinho); Douglas Santos, Igor Paixão (Jardel) e Uelber. Técnico: Warta.
Gol: Adenílson, aos 28 minutos do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Jeferson, Bidía e Marcel (suspenso para o próximo jogo).

Ypiranga: Deivity; Muriel, Reinaldo, Luís Eduardo e Zé Mário; Tárik, Clayton (Revson) e Mossoró; Jean Silva (Quirino), Caprini (Leílson) e Neto Pessoa (Cristiano). Técnico: Celso Teixeira.
Gol: Zé Mário, no primeiro minuto do jogo.
CartÃO amarelo: Clayton.

Arbitragem: Bruno Arleu de Araujo (RJ), com assistência de Michael Correia (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ).

Local: Estádio do Café, em Londrina.


LEIA MAIS: Alemão testa positivo para a Covid-19 e desfalca o Londrina contra Ypiranga e Remo
Afastado do time devido ao teste positivo da Covid-19, Alemão passa instruções de como pretende vencer os próximos dois jogos

BAIXE O APLICATIVO DA TUBARÁDIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *