fbpx

Pênalti que não foi pênalti, goleiro de “asas” e jogo parelho – Análise de Londrina 0x1 Santos

Share this...

Por Rafa Morientes

Rafael Morientes tubanautas londrina esporte clube

O time jogou bem, mostrou padrão de jogo, teve tranquilidade e sim, jogou de igual para igual com o Santos na noite de terça-feira, 17, no Estádio do Café. Quando se perde, a tendência é sempre de exaltar o vencedor e procurar e apontar os erros da equipe derrotada. Não vejo um Londrina em crise como boa parte das pessoas enxergam. Pelo contrário, vi um meio campo funcionando bem, com Léo Maringá rodando a bola e errando pouquíssimos passes, Diogo Roque desarmando, Germano fazendo um papel diferente que é de cair pela ponta esquerda quando o time estava com a bola, um Paulinho que deu trabalho para a defesa do Santos e voltava até o meio para marcar o lateral deles e um Arthur que briga por todas as bolas. “São” Vítor destoou dos companheiros, foi acima da média, fez uma partida impecável.

O Santos veio com o que tinha de melhor, respeitou o LEC e apoiou na hora certa, os chamados “velhinhos”, Ricardo Oliveira, Renato e cia, estão correndo muito e esse Santos dará muito trabalho no Brasileiro desse ano. Voltando a falar do Londrina, pra fechar, no domingo o time encara o Jota Malucelli, em Curitiba. Dirceu não joga, suspenso pelo terceiro cartão amarelo que recebeu contra o Paraná, em seu lugar deve entrar Marcondes. No meio campo, Bidia volta e deve formar o setor com Diogo Roque, Germano e Celsinho. Olho no Bruno Batata, que é muito bom e sempre marca contra o Londrina, também em Netinho, meio campo que dá mais assistências no Paranaense.

Confira abaixo os algunss lances e o gol do jogo com imagens do blog Esporte na Área:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *