Por Cristiano Gonçalves

Londrina x Coritiba é talvez hoje uma rivalidade maior do que Londrina x Maringá. Primeiro porque a cidade canção muda de time a cada nova estação do ano e também porque é contra os coxas onde somos mais temos aquela gana de ver o time jogar. Sempre contra “tudo e todos”. Há alguns anos nos contentávamos com um empate, aqui ou lá sempre fomos inferiores ao time dos verdes marmiteiros.

Porém a realidade mudou. Há alguns anos passamos perto de uma vitória, mas sempre fomos barrados pelo apito ‘amigo’. Adversidades que só aumentou ainda mais nossa rivalidade e a nossa gana de vencer.

Ano passado foi a grande amostra da força que temos, sem que ninguém atrapalhe. Quando o jogo é decidido apenas por quem tem que resolvê-lo verdade, mostramos a verdadeira força da nossa torcia e também a força e vontade de um grande elenco que hoje temos a disposição.

Londrina, 9 de março de 2014 (quase um ano exato) Estádio do Café. Arquibancada com os sempre mais apaixonados torcedores do Tubarão, 4077 pagantes, calor infernal, torcida pra cima, e time na ânsia de uma vitória, pois só ela traria a classificação para o LEC. Que ao final se tornaria do dono do estado.

Relembre como foi aquele jogo. Jogo este que teve o atacante Arthur para abrir o placar para o Londrina e depois uma magnífica, estrondosa, épica, maravilhosa, majestosa cobrança de falta de Rone dias decretando o placa final de 2×0. Amanhã os dois estarão em campo que as estrelas deles e de todo o nosso elenco esteja brilhando como nunca e que outra vitória venha para o interioRR do Paraná.

FICHA TÉCNICA:

LONDRINA: Vitor; Maicon Silva, Dirceu, Gilvan e Paulinho; Silvio, Bidia (Robinho), Celsinho (Marcondes) e Rone Dias; Joel e Arthur (Lucas). TÉC: Claudio Tencati.

CORITIBA: Vanderlei; Vitor Ferraz, Bonfim, Chico e Diogo; Ícaro (Carlinhos), Gil, Robinho e Dudu; Norberto (Anderson Aquino) e Keirrison (Julio Cesar). TÉC: Dado Cavalcanti.