fbpx

EXCLUSIVO – “Não tive tempo para corrigir o time”, afirma Silvinho

Share this...

Silvinho Canuto destaca que as promessas feitas não foram cumpridas, e que nas condições dadas a ele, era melhor nem ter a oportunidade

Por Vinícius Eira
Foto: Gustavo Oliveira/Londrina EC

O mês especial de abril acabou, mas como o sucesso das entrevistas no TubaCast, decidimos continuar com nossos convidados especiais. E hoje, trouxemos o último técnico do Londrina, Sílvio Canuto, o Silvinho, que bateu um papo bem legal com a gente sobre seu período como jogador, treinador, bastidores do clube, vida no Japão e muito mais.

Sílvio Canuto tem grande identificação com o Londrina. O ex-meia começou nas categorias de base do clube subindo ao profissional em 1995. Depois, rodou o Brasil, jogou no Japão por seis temporadas onde é ídolo. Voltou ao LEC em 2009, 2011 e 2012 quando encerrou a carreira como jogador e passou a se dedicar a ser técnico. E na nova função, treinou a base do Londrina em 2014, 2018 e 2019, quando foi campeão Paranaense sub-19 com o Tubarão. E justamente naquele ano, ganhou a primeira oportunidade como técnico da equipe principal.

Silvinho
Silvinho é grande ídolo no Japão (Reprodução/Acervo pessoal)

Em 2019, Sílvio Canuto assumiu um Londrina virtualmente rebaixado para a Série C, e que segundo o treinador, estava com a confiança também muito minada. Para ele, as cobranças dentro e fora de campo, incluindo a do gestor Sérgio Malucelli, não caíram bem no grupo. Além disso, os 20 jogadores relacionados para os quatro últimos jogos eram os únicos 20 disponíveis, graças a lesões e dispensas. Para Canuto, o time era bom, muito unido, mas estava bastante tenso com o resultado que não vinha e com toda a situação extracampo.

“São momentos difíceis. Eu peguei o time com quatro partidas para não cair, e a responsabilidade do rebaixamento eu sabia que poderia acontecer. Eu conversei com o Sérgio a respeito disso, e ele me perguntou se não teria problema dessa responsabilidade cair sobre mim, e eu falei que não. Era uma oportunidade que eu estava tendo, e como funcionário do clube eu teria também que assumir essa responsabilidade”, concretizou.

E mais de um ano depois, Sílvio Canuto é contatado para assumir outra grande responsabilidade, mas desta vez brigando na parte de cima, pelo acesso. E sobre isso, o treinador afirma que da mesma forma que não tem culpa do rebaixamento, que acabou sendo influenciado por uma série de fatores, ele não também não tem todos os méritos do acesso à B, embora tenha sido auxiliar do Alemão em boa parte do Brasileirão.

“Mesmo assim, foi uma oportunidade que eu vi de apagar tudo aquilo que passamos em 2019 em uma única partida. O grupo me recebeu muito bem, eles que foram falar com o Sérgio pelo meu retorno e eu conhecia a maioria ali. Então para mim, foi uma felicidade muito grande de poder participar desse último jogo e graças a Deus que as coisas aconteceram bem. Nós vivíamos uma pressão muito grande nesse ano, que depois acabou sendo revelado como o atraso nos pagamentos. Então depois do acesso teve janta, teve champanhe, teve muita coisa ali que foi boa para o grupo.”

Após o acesso, Silvinho ganhou nova oportunidade como treinador da equipe principal, e desta vez com a promessa de Sérgio Malucelli de manter Canuto ao longo do Paranaense. Mas alegando que o desempenho nos treinos estava longe do esperado, e visando a Série B, o gestor optou pelo desligamento do profissional após três rodadas, e a contratação de Roberto Fonseca, mesmo diante de todas as dificuldades enfrentadas, como trouxemos nesta outra reportagem. Canuto falou sobre isso, e expressou que não viu seu trabalho da mesma forma que a diretoria, dizendo que grupo treinava bem, mas não conseguia colocar tudo aquilo em prática nos jogos.

GuilhermeStrass_SilvioShiromoto_Silvinho_Londrina_11-02-2021_Foto_GustavoOliveira_01_
A comissão técnica de Silvinho, que teve Sílvio Shiromoto (à esquerda), analista de desempenho, dispensado antes do Paranaense, e Guilherme Strass (à direita) atuando como prepador físico e auxiliar técnico (Gustavo Oliveira/Londrina EC)

Além disso, Silvinho relatou que Malucelli havia prometido um grupo mais forte, já pensando em Série B, mas não aconteceu. Canuto também afirmou que abriu para o Sérgio a possibilidade de o clube contratar o Roberto Fonseca para já trabalhar visando a Série B. Enquanto isso, ele ficaria como auxiliar permanente, e treinava o núcleo mais jovem do clube para disputar o estadual, assim como o Athletico faz. Segundo o treinador, era a chance de conter custos no primeiro trimestre, e dar rodagem e vitrine para os mais novos, que terão chances remotas no Brasileirão. Mas também não aconteceu, assim como não nada que foi prometido a ele, incluindo as contratações recomendadas.

“Faltou também um respaldo nosso né. Chegar um diretor, ou o gestor e falar para a torcida ter um pouco mais de tranquilidade. Falar que a Série B vai ser mais difícil que o Paranaense, que o Paranaense é um laboratório para a Série B. Enfim, nós não tivemos esse respaldo de alguém que chegasse diante do torcedor e colocasse a cara para bater, desse tranquilidade para a gente trabalhar. Foi totalmente diferente.”

Mesmo assim, Silvinho destaca que a única mágoa que tem foi em relação as promessas que não foram cumpridas, como a de ser técnico durante todo o Paranaense, de uma equipe forte desde o início do ano, e de não ter tempo para desempenhar seu trabalho. Canuto diz que era melhor não ter tido a oportunidade, do que ter nessas condições.

Sobre o caso Hélder, Silvinho disse que o lateral vinha de muito tempo sem jogar por conta de lesões mais sérias, e graças ao bom nível de treinamento do atleta, buscou oportunizar a entrada dele como titular. Na visão do treinador, o Londrina iniciou o jogo contra o Cianorte em um ritmo forte, marcou no início, mas os gols adversários saíram em uma sequência muito curta de tempo, e um dos jogadores que mais sentiram isso foi o próprio Hélder, que passou a errar bastante.

“Antes de nós entrarmos (no vestiário) tem um espaço entre o portão e a porta, e o Sérgio já estava ali. Ele não nos deixou entrar no vestiário, parou todos ali e teve a conversa. Ali ele chamou a atenção de todos, chamou a atenção do Hélder um pouco mais forte. E depois daquilo ali nós entramos e eu já fiz as correções, inclusive com a saída do Hélder por conta do que aconteceu ali na porta”, relatou.

Londrina x Cianorte
O lateral Hélder em ação contra o Cianorte, seu último jogo com a camisa do Londrina (Gustavo Oliveira/Londrina EC)

Além disso, no primeiro ataque após o intervalo, o Londrina sofre mais um gol do Cianorte. Questionado se isso poderia ser reflexo do que ocorreu no vestiário, Silvinho disse que os atletas sentiam não só o momento no campeonato, após os empates em Arapongas, como o primeiro tempo e principalmente, a cobrança em tom mais sério no vestiário. Para ele, o atleta fica apreensivo para não falhar mais, mina a confiança e traz uma certa desatenção e queda de qualidade.

Silvinho agora espera uma nova oportunidade como treinador, seja do profissional ou base. Ele esperava poder completar esse Paranaense para mostrar que pode ser um grande profissional, mas a demissão precoce acabou influenciando negativamente nos planos de futuro, que tem como objetivo maior, retornar ao Japão como técnico.

Além de falar sobre o episódio mais recente da carreira, Canuto destrinchou sua carreira como jogador, falando de episódios engraçados no Japão e na divisão de acesso com o Londrina, como quando o grupo já tinha viagem marcada para o Paraguai após o jogo contra o Foz em 2011, mas como o título antecipado não veio, os planos foram frustrados. Falou também sobre sua experiência na base, relação com Alemão, com seu irmão Cláudio Canuto e muito mais. Confira a resenha completa aqui ou no seu agregador de podcast favorito.


LEIA MAIS

Londrina aproveita fragilidade do Cascavel CR, vence a primeira e respira no PR
Londrina Predial Basketball mostra evolução no Campeonato Brasileiro e ganha força para a disputa dos playoffs
EXCLUSIVO – ‘Acredito que o Londrina vai subir esse ano’, diz Sérgio Malucelli

BAIXE O APLICATIVO DA TUBARÁDIO GRATUITAMENTE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *