Página 2 of 22

Na volta de Fonseca, Londrina inicia a 4ª fase da Copa do Brasil contra o Bahia, em Salvador-BA

No retorno do técnico Roberto Fonseca, o Londrina Esporte Clube enfrenta o Bahia pela partida de ida da 4ª fase da Copa do Brasil 2019, nesta quinta-feira (18), às 20h, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA). Para o jogo, o treinador do Tubarão contará com quatro reforços para a sequência da temporada.

O comandante Alviceleste não quis revelar a equipe que vai colocar em campo diante do clube baiano, mas pode ter mudanças em relação ao time que entrou em campo pela última vez, na semifinal da Taça Dirceu Krüger do Campeonato Paranaense. Já certo, está a volta de Dagoberto como titular, já que não estava inscrito na competição estadual.

Alguns dos novos reforços já estão relacionados para está partida e têm chances de serem titulares. O zagueiro Wallace Acioli, o lateral-esquerdo Neuton e o atacante Diego Gonçalves, além do atacante Paulinho Moccelin, que retorna de empréstimo. Também como novidade entre os relacionados, está o atacante Safira, que retorna de lesão no joelho.

Sobre as possíveis mudanças nos titulares, o técnico Roberto Fonseca falou que vai tentar mudar o mínimo possível, mas para qualificar o elenco:

“Posso dizer que vai ser o mínimo possível,  nós teremos nossa base e ela será mantida, acredito que  nós temos que melhorar, até os números dizem isso, porque iremos enfrentar também adversários mais qualificados e com um adversário mais qualificado, temos que nos qualificar também, para que possamos fazer frente para esses mesmos adversários”

Ainda neste assunto, Fonseca disse que as mudanças serão poucas, pontuais e que possam ser benéficas ao grupo. Entre as possíveis mudanças, o zagueiro Wallace Acioli pode ganhar a posição de Sílvio, o lateral-esquerdo Neuton na vaga de Felipe Vieira e o atacante Paulinho Moccelin no lugar de Marcelinho.

Jogadores relacionados pelo Londrina:

Goleiros: Emerson e Matheus Albino
Laterais: Felipe Vieira, Neuton e Raí Ramos
Zagueiros: Augusto, Sílvio e Wallace Acioli
Meio-campistas: Anderson Leite, Germano, Luquinha, Matheus Bertotto e Rômulo
Atacantes: Anderson Oliveira, Dagoberto, Diego Gonçalves, Marcelinho, Paulinho Moccelin, Safira e Uelber.

Provável Londrina:

O técnico Roberto Fonseca não revelou a equipe, mas pode fazer alterações na defesa e ataque.

Campanha

Para chegar até a 4ª fase da Copa do Brasil, o Tubarão passou por três adversários: Americano (RJ), Paraná Clube e Botafogo (PB).

Americano 1 x 2 Londrina – Estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ)

Londrina 1 (5) x (4) 1 Paraná Clube – Estádio do Café, em Londrina (PR)

Botafogo (PB) 0 x 2 Londrina – Estádio Almeidão, em João Pessoa (PB)
Londrina 3 x 3 Botafogo (PB) – Estádio do Café, em Londrina (PR)

Dados na competição

O Londrina fez quatro jogos na competição com duas vitórias e dois empates, com aproveitamento de 66,6% na Copa do Brasil. O Tubarão marcou oito gols e sofreu cinco tentos, saldo de três gols positivos. O zagueiro Augusto, o meio-campo Luquinha e o atacante Marcelinho são os artilheiros do Alviceleste na competição com dois gols cada. O lateral-esquerdo Felipe Vieira e o atacante Anderson Oliveira fizeram um cada.

Em quatro jogos, os atletas do Londrina levaram 13 cartões amarelos e um vermelho. Rômulo levou quatro cartões amarelos e consequentemente na última partida, após dois amarelos, um vermelho.

ESPORTE CLUBE BAHIA

Provável Bahia:

Campanha

Para chegar a 4ª fase da Copa do Brasil, o Esquadrão de Aço passou por três adversários: Rio Branco (AC), Santa Cruz (RN) e CRB (AL).

Rio Branco (AC) 2 x 2 Bahia – Arena da Floresta, em Rio Branco (AC)

Santa Cruz (RN) 0 x 1 Bahia – Arena das Dunas, em Natal (RN)

CRB (AL) 1 x 1 Bahia – Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Bahia 1 x 0 CRB (AL) – Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Dados na competição

O Bahia fez quatro jogos na competição com duas vitórias e dois empates, tendo um aproveitamento de 66,6%. O Tricolor marcou cinco tentos e levou três gols, tendo um saldo positivo de dois gols. O atacante Gilberto marcou três vezes para o clube baiano. O volante Elton e o atacante Arthur Caíke fizeram um tento cada.

Na competição em quatro jogos disputados, os jogadores do Tricolor levaram seis cartões amarelos e um vermelho. O lateral-esquerdo Moisés e o atacante Gilberto levaram dois cartões amarelos cada. Já o volante Douglas foi expulso na partida de volta contra o CRB.

Último confronto entre as equipes

O último jogo entre as duas equipes aconteceu no Campeonato Brasileiro da Série B de 2016, no Estádio do Café, em uma terça-feira, dia 4 de outubro. O Tubarão venceu por 1 a 0, gol do volante Anderson Leite.

FICHA TÉCNICA
BAHIA X LONDRINA

Bahia: Anderson; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Elton, Gregore e Ramires; Artur (Fernandão), Arthur Caíke e Gilberto.
Técnico: Roger Machado.

Londrina: Matheus Albino; Raí Ramos, Wallace Acioli (Sílvio), Augusto e Neuton (Felipe Vieira); Germano, Anderson Leite e Luquinha; Paulinho Moccelin (Marcelinho), Anderson Oliveira e Dagoberto.
Técnico: Roberto Fonseca.

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data/ Horário: 18/04/2019, às 20h
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE)
Árbitros assistentes: Clóvis Amaral da Silva (PE) e Ricardo Bezerra Chianca (PE).

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Equipe Tubanautas analisa o próximo adversário do Londrina na Copa do Brasil

O Londrina Esporte Clube começa sua caminhada na 4ª fase da Copa do Brasil nesta quinta-feira (18), às 20h, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), contra o Bahia. Sendo que a partida de volta acontece no Estádio do Café, em Londrina (PR), na outra quinta-feira (25), às 19h15.

A equipe Tubanautas decidiu fazer uma avaliação do Esquadrão de Aço, que já teve troca de comando neste 2019, o que mudou o jeito de jogar do clube baiano e recebeu reforços desde o início da temporada:

Estilo Enderson Moreira

O Bahia iniciou a temporada 2019 com Enderson Moreira no comando da equipe, mas ficou até 31 de março, quando foi demitido do cargo, após ser eliminado da Copa Sul-Americana ainda na 1ª fase, não ter feito boa campanha na Copa do Nordeste e ter passado com certo sufoco nos jogos da Copa do Brasil.

O Tricolor baiano iniciou o ano atuando no 4-5-1, tendo mais atletas no meio-campo, com a aproximação dos dois extremos ao ataque, que tinha como referência o centroavante Gilberto.

Este foi o time base do técnico Enderson Moreira, nas duas fases iniciais da Copa do Brasil, onde empatou com Rio Branco (AC) e venceu o Santa Cruz (RN). Os meio-campistas Shaylon e Ramires também atuaram nessas partidas.

O centroavante Gilberto fez os três gols do Bahia nas duas primeiras fases, duas vezes contra o Rio Branco (AC) e um tento diante do Santa Cruz (RN). Com dois jogadores de lado, como o ex- Londrina, Artur e Élber dando velocidade pelos lados e trabalhando com a criatividade de Guilherme, Ramires e Shaylon centralizados.

Confira abaixo os melhores momentos do embate entre Rio Branco (AC) e Bahia:

Além dos avanços dos meio-campistas abertos, os laterais Nino Paraíba e Moisés também chegavam com frequência a linha de fundo. Porém, o time mostrou problemas nas bola aéreas e bola entre os zagueiros.

Abaixo, os melhores momentos entre Santa Cruz (RN) e Bahia:

Chegada de Roger Machado e mudança no esquema tático

O Bahia trouxe para substituir Enderson, um dos técnicos da nova geração com grande visibilidade nos últimos anos, o técnico Roger Machado, que passou por Grêmio, Atlético Mineiro e Palmeiras. Com Roger, o Esquadrão de Aço saiu do 4-5-1 e passou atuar no 4-3-3. Além da troca de comando, alguns reforços chegaram para dar mais qualidade ao elenco baiano, entre eles o ex-Londrina Arthur Caíke.

Com a chegada de Roger Machado, o Bahia mudou de esquema e alguns atletas assumiram a titularidade do time baiano.

Em todos os setores, houveram mudanças com Machado no comando. O goleiro Anderson assumiu a posição, Ernando se juntou com Lucas Fonseca na defesa; Elton ganhou a posição de Gregore como volante e Ramires assumiu o meio-campo central; No ataque, Arthur Caíke e Fernandão ganharam posições no ataque.

Roger Machado adiantou os meio-campistas laterais os transformando em pontas ou extremos e deixou mais campo para a armação de Ramires. Quando tem Fernandão em campo, Gilberto vira um extremo na composição de ataque e as vezes, se junta com o companheiro como centroavante dentro da área.

E os gols da classificação do Bahia na 3ª fase da Copa do Brasil, saíram de peças que entraram na equipe com a chegada de Roger Machado. Arthur Caíke fez o gol na partida de ida contra o CRB e Elton fez o gol da classificação em Salvador (BA). Com os dois gols saindo no final da partida.

Porém, as chegadas com chutes de fora da área e descidas nas costas dos laterais ainda são alguns dos problemas do Bahia. Para o confronto diante do Londrina, o treinador Roger Machado não terá o volante Douglas, que foi expulso na última partida contra o CRB.

No último final de semana, o Bahia ficou no empate diante do Bahia de Feira de Santana (BA), em 1 a 1, na 1ª partida da final do Campeonato Baiano. O jogo contra o Londrina fica no meio das duas finais do Esquadrão de Aço.

Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia Oficial.

Equipe do Tubanautas fez avaliação dos jogadores do Londrina no Paranaense

O Campeonato Paranaense de 2019 já se encerrou para o Londrina Esporte Clube. A equipe do Tubarão fez  a 3ª melhor campanha no geral e chegou as semifinais da Taça Dirceu Krüger. Ao todo, 28 jogadores atuaram ao menos um minuto na competição estadual. A equipe do Tubanautas junto com dois repórteres e um torcedor, fizeram uma avaliação sobre o desempenho dos atletas.

O Tubanautas convidou para participar dessa matéria o jornalista Juliano Lantmann, da rádio Brasil Sul de Londrina, o jornalista Rafael Morientes, da rádio CBN Londrina e o torcedor Guilherme Schneider. Desses 28 atletas, quatro jogadores atuaram apenas em uma partida, então foi decidido não fazer avaliação sobre o desempenho deles. Abaixo confira a média de notas dadas aos 24 jogadores do Tubarão que atuaram em duas ou mais partidas no Campeonato Paranaense:

O goleiro Emerson, o zagueiro Luizão e os atacantes Lucas Machado e Alex Bruno fizeram apenas um jogo, por isso não serão avaliados.

Goleiros

Alan – 6
Matheus Albino – 7,6

Laterais 

Matheuzinho – 6,1

Raí Ramos – 6,8

Felipe Vieira – 7,6

Zagueiros

Marcondes – 5,8

Sílvio – 6,3

Augusto – 7,2

Volantes

Rômulo – 5,2

Germano – 7,5

Júnior Ramos – 6,2

Pedro Cacho – 5,8

Anderson Leite – 7,2

Matheus Bertotto – 6,7

Meio-campo

Marcinho – 4,6

Matheus Bianqui – 6,6

Luquinha – 8,3

Atacantes

Luidy – 6,3

Wéverton – 5,6

Uelber – 6

Anderson Oliveira – 8,2

Miullen – 5,2

Marcelinho – 7,4

Devid – 6,1

Técnico

Alemão – 8

O meio-campo Luquinha foi o jogador que alcançou as melhores notas, ficando com uma média de 8,3.

Segundo a avaliação realizada pela equipe do Tubanautas, jornalistas e um torcedor, o meio-campo Luquinha obteve a melhor média. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

O lateral-esquerdo Felipe Vieira e o volante Rômulo foram os jogadores que mais atuaram no estadual, estiveram em 11 das 12 partidas disputadas. Felipe atuou nas 11 partidas como titular, já Rômulo iniciou como titular e na reta final, entrava no decorrer da partida.

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Londrina vai encarar o Bahia pela 4ª fase da Copa do Brasil

Na manhã desta sexta-feira (12), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) fez o sorteio para definir os confrontos da 4ª fase da Copa do Brasil 2019. O Londrina vai encarar o Bahia, sendo a primeira partida fora de casa e a decisão no norte paranaense.

No sorteio, o Tubarão foi o quinto clube a ser sorteado e o último para descobrir seu adversário. Mais tarde, foram sorteados os mandos de campo, sendo que a partida de ida será disputada em Salvador (BA), na Arena Fonte Nova, na quinta-feira (18), às 20h. Já a volta, o classificado será conhecido no Estádio do Café, em Londrina (PR), na quinta-feira (25), às 19h15.

Histórico

Na sua 12ª participação, entre 20 clubes já enfrentados, será a primeira vez que o Alviceleste irá encarar um time da Bahia. Já do Nordeste, será o terceiro encontro, em 2018, contra o Ceará e neste ano, o Botafogo (PB). Nesse retrospecto, uma vitória, um empate e uma derrota contra nordestinos.

Últimos confrontos com o Bahia

A última vez em que Londrina e Bahia se enfrentaram foi no Campeonato Brasileiro da Série B de 2016. Na Arena Fonte Nova, vitória do Tubarão por 2 a 1, gols de Zé Rafael e Jô.

No returno, no Estádio do Café, nova vitória do Alviceleste, dessa vez pelo placar simples, 1 a 0, gol de Anderson Leite, que ainda está no elenco do Tubarão.

Campanha do Bahia 

O Tricolor baiano enfrentou o Rio Branco (AC) na 1ª fase da Copa do Brasil e ficou no empate por 2 a 2, em Rio Branco (AC), na Arena da Floresta. O centroavante Gilberto marcou os dois tentos do clube baiano. Na fase seguinte, o Bahia eliminou o Santa Cruz (RN), jogando na Arena das Dunas, em Natal (RN). Com o placar simples, 1 a 0, novamente Gilberto deu a classificação ao Tricolor.

Já na 3ª fase, em mais um duelo nordestino, o clube baiano empatou na partida de ida em 1 a 1 com o CRB (AL), no Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), gol do ex-jogador do Londrina, Arthur Caíke. Na partida de volta, com gol aos 53′ do 2º tempo, o Bahia fez 1 a 0 no clube alagoano e avançou para encarar o Londrina. Elton marcou o tento do Tricolor.

Reforços

Os novos reforços do Londrina estarão a disposição do técnico Roberto Fonseca para este confronto. O zagueiro Wallace Acioli, o lateral-esquerdo Neuton e o atacante Paulinho Moccelin.

Confrontos

Jogo da ida – Bahia x Londrina – Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), às 20h

Jogo da volta – Londrina x Bahia – Estádio do Café, em Londrina (PR), às 19h15

Foto: Lucas Figueiredo/ Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

TubaCast #16

Fala galera!!! De volta para mais um resumão! Nosso agora oficial repórter Jefferson Bachega, traz as novidades e comenta sobre os novos reforços e o desafio da 4a fase na Copa do BrasilDá o PLAYYYY

Londrina começa a acertar elenco para a Série B; Dois reforços já foram confirmados

Após a eliminação no Campeonato Paranaense, o Londrina já está pensando no Campeonato Brasileiro da Série B e na próxima fase da Copa do Brasil. Nesta semana livre, sem jogos oficiais, o clube acertou com dois reforços e está perto de anunciar mais dois. Confira abaixo no Tubanautas as informações sobre esses jogadores:

Jogadores oficializados

NEUTON – LATERAL-ESQUERDO

O Londrina oficializou na tarde da última quarta-feira (10), o lateral-esquerdo Neuton, que estava no Novo Hamburgo (RS). O atleta iniciou seu caminho no futebol no futebol gaúcho, pele Grêmio. Em 2011, foi negociado com a Udinese, da Itália. No período que ficou no clube italiano, foi emprestado para o Watford, da Inglaterra; Chapecoense e Granada, da Espanha. Ainda no futebol espanhol, atuou pelo Albacete, depois por duas temporadas jogou pelo Doxa, do Chipre. Em 2018, disputou a Série B pelo Juventude e neste ano, disputou o Campeonato Gaúcho pelo Novo Hamburgo.

Além de atuar na lateral-esquerda, o jogador chegou várias vezes a jogar como zagueiro pelo lado esquerdo. O repórter Bruno Mucke, da Rádio Caxias, falou com o Tubanautas sobre as passagens de Neuton pelo Juventude e Novo Hamburgo:

“O Neuton se lesionou bastante no Juventude, ele não conseguiu ter uma sequência, ano passado foi muito ruim para o Juventude, ninguém se firmou. O Neuton não conseguiu ir bem, ele não se caracterizava se era zagueiro ou lateral-esquerdo. Como lateral-esquerdo, ele teve uma boa atuação em uma ou duas partidas, nas demais ele acabou sendo bem irregular, bem abaixo do que era esperado. No Novo Hamburgo nessa temporada, ele fez um bom campeonato, fez gol contra o Internacional, gol contra o Juventude, mas ele é um jogador inconstante, pelo menos foi assim ano passado no Juventude. O Neuton para grupo ele serve, na minha visão, para ser titular, só se ele mostrar um crescimento nessa temporada”.

Na partida pela Série B de 2018, Neuton deu a assistência para o gol da vitória da equipe gaúcha na vitória por 1 a 0 sobre o Tubarão. Na partida em Caxias do Sul (RS), em confusão com Jô, o atleta foi expulso no empate por 0 a 0.

Em 2019, pelo Novo Hamburgo, Neuton fez 10 jogos, onde marcou dois gols, levou três cartões amarelos e um vermelho. Sempre atuando na lateral-esquerda. Confira o gol de Neuton contra o Internacional:

WALLACE ACIOLI – ZAGUEIRO

Pouco depois de anunciar Neuton, o Tubarão oficializou o zagueiro Wallace Acioli, que vem por empréstimo do Marcílio Dias (SC). Com 1,89 de altura, o jogador de 28 anos começou no futebol pernambucano, teve várias passagens pelo nordeste, Boa Esporte, Mirassol (SP) e conquistou o acesso para a Série A em 2017, com o Paraná Clube.

Pelo Marcílio Dias, Wallace conquistou o acesso para a elite do futebol catarinense em 2018 e ajudou o clube na grande campanha no Estadual deste ano, onde a equipe só não se classificou por ter uma vitória a menos que o Criciúma, terminando na 5ª colocação.

Dos 18 jogos que a equipe catarinense fez na competição estadual, Wallace Acioli participou de 17, ficando fora apenas do último jogo, já que estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com o atleta em campo, o Marcílio Dias sofreu 14 gols em 17 partidas.

Jogadores que podem ser oficializados nos próximos dias

HÉLDER – LATERAL-DIREITO

Experiente, o lateral-direito Hélder está em negociação com o Londrina, em uma troca que envolveria o empréstimo do meio-campo Marcinho para o Brasil de Pelotas. Com 30 anos e passagens por vários clubes do Brasil (Juventude, América Mineiro, Goiás, Joinville, Internacional, Ceará, Náutico e Boa Esporte), além de já ter jogado no Velho Continente, onde atuou na França e em clubes da Romênia.

A negociação está em andamento e pode ser concretizada nos próximos dias, após os dois jogadores realizarem exames nos clubes. Hélder viria para uma posição carente, onde neste momento apenas tem Raí Ramos e Marcinho, que não foi bem no estadual, iria para o clube gaúcho.

A passagem de Hélder pelo Brasil de Pelotas não foi boa, como ele havia feito no Boa Esporte. O repórter da Rádio Pelotense, Rodrigo de Oliveira, fez uma análise da recente passagem do jogador pelo Xavante.

“Foi bem discreta a passagem do Hélder pelo Brasil. Chegou para ser titular, mas logo no começo do campeonato, teve uma lesão, ficando várias rodadas afastado. Quando voltou, mesmo com o titular na época, Ricardo Luz, não estando nas melhores condições técnicas, não retornou ao time.
Só voltou ao time, quando o titular estava suspenso e a aparição dele foi bem ruim. Não é mal jogador, mas a passagem dele pelo Brasil, foi bem abaixo da expectativa”.

Confira abaixo, alguns gols e lances do jogador em sua passagem pelo Boa Esporte, em 2018:

ARTHUR CACULÉ – MEIO-CAMPO

Destaque do futebol baiano neste ano, o meio-campo Arthur Caculé assim como Hélder também está em negociação com o Tubarão. Atleta de 26 anos, Arthur ganhou muito destaque nessa temporada por seus gols. Com o Vitória da Conquista (BA), o jogador fez cinco gols no estadual.

Confira um dos gols de Caculé pelo Vitória da Conquista:

O meio-campo participou dos 11 jogos do Vitória da Conquista no Campeonato Baiano de 2019, onde marcou cinco gols e levou um cartão amarelo. Antes de chegar ao clube baiano, Arthur já jogou no Caldas Novas, Bahia de Feira (BA), Red Bull Brasil, entre outros.

O grande destaque do atleta aconteceu após a partida contra o Fluminense de Feira (BA), na vitória do seu clube por 3 a 1, onde Arthur marcou os três gols do Alviverde e pediu música no Fantástico. Confira abaixo os gols:

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial. Montagem: Tubanautas.

Além da economia na compra de ingressos, Sou Tubarão tem vantagens com parceiros do Londrina

Desde que foi lançado o Sou Tubarão, o programa de sócio-torcedor do Londrina Esporte Clube, muitas dúvidas começaram a surgir e o Tubanautas resolveu auxiliar o torcedor mostrando as vantagens em ser “parceiro” do clube. A economia vai desde a compra do ingresso como nos serviços de empresas parceiras do Alviceleste.

No sábado (6), durante a festa de comemoração do aniversário do Londrina Esporte Clube de 63 anos, o presidente Cláudio Canuto, concedeu entrevista para o Tubanautas e confirmou que durante a elaboração do programa de sócio-torcedor, ele como o gestor do clube, Sérgio Malucelli garantiram que os valores comercializados dos ingressos não sofrerão alterações para baixo neste ano de 2019.

O Tubanautas fez a tabela abaixo para ajudar o torcedor ver todas as vantagens em aderir ao plano Sou Tubarão em relação a compra de ingressos:

 

Vale lembrar que da 1ª até a 8ª rodada da Série B, já tem datas e horários definidos pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A partir da 9ª rodada, apenas possíveis datas, o que podem alterar a conta dos valores em relação a tabela. Neste momento, o Tubarão também tem a disputa da Copa do Brasil, que se avançar da 4ª fase da competição nacional, irá aumentar o número de jogos.

Além da economia que se pode conquistar na compra do Sou Tubarão em relação aos ingressos, o torcedor que aderir ao programa de sócio-torcedor tem vantagens fora do estádio, com empresas parceiras do Londrina.

Confira abaixo as palavras do torcedor Jeferson Roncaratte, que comentou sobre as vantagens de ser sócio-torcedor do Londrina:

Também na festa do último sábado (6), o presidente Cláudio Canuto falou que desde a última semana, o clube tem feito algo pelo qual era muito cobrado, ir visitar empresas para buscar as parcerias para beneficiar quem aderisse ao programa Sou Tubarão e disse que as empresas têm gostado do que está sendo apresentado para elas, podendo ter várias novidades nos próximos dias.

Atualmente, o Londrina trabalha com 15 parceiros no seu programa de sócio-torcedor, sendo que cada parceiro tem um desconto ou vantagem para o adepto do Tubarão.

Além do Sou Tubarão Arquibancada e Sou Tubarão Cadeira, existem outras modalidades para o torcedor poder ser “parceiro” do clube. O Sou Tubarão contribuinte, é para aquele torcedor que mora longe ou só pode ver poucos jogos, mas quer ajudar o Londrina. Ele ganha 20% de desconto na compra do ingresso, seja ele inteiro ou meia entrada, tendo uma mensalidade de R$ 20 por mês.

O Sou Tubarão Mirim é a modalidade para quem tem filhos entre 0 a 12 anos e quer fazer um plano para a garotada. Com mensalidade de R$ 10 por mês, a criança tem direito a ficar na mesma localidade escolhida pelo responsável e ainda são as únicas crianças a terem o direito de entrar com os jogadores do Tubarão. A partir do segundo plano Sou Mirim, essa criança paga R$ 5 por mês.

Existe também a modalidade Sou Tubarão Família, onde tem que ter no mínimo de três pessoas da mesma família. Está família pode escolher entre a arquibancada e a cadeira para fazer seu plano e ganham 15% no valor da mensalidade.

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

TubaCast#11 – o PodCast sobre o Londrina Esporte Clube

Fala galera!

Mais uma semana, não das melhores, mas um convidado que também sabe tudo do LEC, Rafael Ribeiro, da Paiquerê FM! Dá o PLAY!!!!

200x Sílvio: O polivalente que faz história com a camisa Alviceleste

No chamado “futebol moderno”, o jogador vive de uma boa temporada e se
transfere para um clube de maior expressão, isso é provado a cada campeonato
que começa ou termina. O atleta Sílvio Henderson Santos Freitas, de 30 anos,
foi na contramão da maioria, chegando aos 200 jogos com a camisa do Londrina
Esporte Clube.

Foto: Jefferson Bachega – Reporte

O hoje zagueiro, teve uma curta passagem pelo Londrina em 2009 e voltou em
2011 para cravar seu nome na história do clube. Está disputando a 9ª
temporada seguida pelo Tubarão, viveu todos os grandes momentos do clube
nos últimos anos e foi um dos escolhidos para ser um dos “tutores” do elenco
formado para o primeiro semestre de 2019.

Sílvio fez o gol que valeu o primeiro acesso do clube no processo de
reestruturação que o Londrina passou a partir de 2011. Naquela Divisão de
Acesso, foi peça fundamental no elenco de Cláudio Tencati, atuava como volante
e no Estádio Érich George, em Rolândia, fez o tento que trouxe o Alviceleste
novamente para a elite do futebol paranaense.

Início dessa história

“Em 2009, sofri muito justamente com esse problema de desiquilíbrio
[muscular], ali começou a minha história e estava pensando sobre isso, em 2009
fiz parte de um grupo que fez rifa de uma TV para comprar passagem de avião
para jogar contra o São José (RS), na época pela Série D e hoje estou jogando
um jogo que vale mais de R$ 1 milhão. O clube está em outro patamar, a SM
conseguiu pegar um clube que estava realmente desacreditado, estabeleceu um
planejamento para ele e cumpriu à risca muito antes do planejado, sou feliz por
isso, sei que faço parte dessa história de uma maneira muito efetiva”, foi a
declaração do jogador após receber uma camisa simbólica sobre os 200 jogos.

Devido a lesões, Sílvio disputou apenas três jogos por aquele grupo de 2009.
Após a eliminação para a Chapecoense na 3ª fase da competição, voltou para o
Iraty e seguiu seu caminho. No final de 2010, a SM Sports, do gestor Sérgio
Malucelli assumiu a gestão do futebol do Londrina e devido a sua proximidade
com o clube dos campos gerais. Pouco tempo depois, Sílvio voltou para o clube,
em outra realidade e esperança.

Ao final da Divisão de Acesso, o atleta foi emprestado para o Paraná Clube no
segundo semestre. Voltou ao Tubarão em 2012, na elite do futebol do Estado e
continuou como titular daquela equipe. O Londrina oscilou demais e não
conseguiu atingir as metas para a temporada. Novamente, Sílvio foi emprestado
no segundo semestre, para Bragantino e depois, Ipatinga.

O 2013 do jogador começou diferente, com a chegada de Diogo Roque, Sílvio
perdeu espaço na equipe, mas acabava sendo um dos jogadores de confiança de
Tencati, como um 12º jogador da equipe. A partir desse ano, Sílvio mostrou ser
o “Severino” do Londrina, aquele personagem interpretado por Paulo Silvino,
que era o quebra galho para todas as funções. Sem o lateral-esquerdo Wendell
no último jogo do 1º turno do Campeonato Paranaense, Sílvio foi improvisado
na função para enfrentar o Coritiba, no Estádio do Café com mais de 30 mil
pessoas. Pouco tempo depois, na Série D, contra o Juventude, nas oitavas de
final, na partida de volta, Sílvio foi o escolhido para assumir a lateral-direita,
que havia ficado sem Maicon, afastado por indisciplina.

Em 2014, na 4ª temporada com a camisa do Tubarão, Sílvio começou a atuar
como zagueiro, sendo o capitão daquela equipe que esperava mudar de patamar.
Após o time oscilar demais, Sílvio acabou perdendo espaço para Gilvan, Douglas
Grolli e por fim, a chegada de Dirceu, mas Sílvio sempre esteve presente nas
partidas decisivas, inclusive, foi um dos jogadores que cobraram e marcaram,
nas penalidades na final contra o Maringá FC. Mais uma vez, Sílvio escrevia seu
nome na história do clube, agora com o título estadual.

Com saídas após o término do Campeonato Paranaense, Sílvio voltou a defesa
para formar dupla com Dirceu, ali fizeram um paredão Alviceleste, uma das
melhores defesas daquela Série D e que foi coroado com o acesso do Londrina
para a Série C do Brasileiro. O Londrina conseguia voltar a ter um calendário
fixo.

No jogo decisivo contra a Anapolina, no Estádio do Café, Sílvio não atuou, por
estar suspenso, mas ao apito final, o jogador caiu aos prantos em um abraço
com o técnico Cláudio Tencati. “Desde 2011, você é vitorioso Sílvio! Obrigado,
desde 2011 juntos! ”, foram as palavras de Cláudio Tencati a Sílvio em um
momento emocionante para torcida e atletas do Londrina.

Está parceria ainda durou por mais três temporadas. Em 2015, Sílvio assumiu
de vez a titularidade na defesa Alviceleste, fez parcerias com Dirceu, durante o
Paranaense, Copa do Brasil e Série C, com Matheus, após a saída de Dirceu e
finalizou com Luizão, na mesma competição. Mais um acesso para a carreira do
sergipano de Aracaju.

Se manteve na equipe, mas a partir de 2016 começou a sofrer com várias lesões,
que tiraram de Sílvio a sequência e as partidas. Passou mais de um ano
lesionado, voltando apenas em 2017, mas sofrendo com outras lesões. Fez parte
do elenco que se consagrou campeão da Copa da Primeira Liga, apesar de não
ter atuado em nenhuma partida.

Em 2018, começou como titular da defesa do Tubarão, mas novamente uma
lesão o tirou de vários jogos, voltou a ser importante, quando voltou as origens,
atuando de volante e fez o gol que garantiu a vitória do Londrina contra o
Coritiba, pela Série B, porém, não conseguiu manter uma regularidade
novamente pelas lesões.

No final de 2018, se especulava muito que seria o fim da era de Sílvio no
Londrina, mas a diretoria confiou no jogador para fazer parte de um projeto,
onde ele seria um dos atletas experientes para trabalhar junto com vários
garotos oriundos das categorias de base do clube e o jogador aceitou o desafio.
Sem sofrer com lesões, apesar de muita desconfiança, Sílvio liderou o sistema
defensivo do Londrina em 2019, atuando em quase todas as partidas e
novamente escrevendo seu nome na história do clube.

Além de completar 200 jogos na última quarta-feira (3), o jogador ajudou o
clube a fazer história na Copa do Brasil, chegando pela primeira vez na quarta
fase da competição, algo que o Tubarão nunca havia conseguido. Ao longo desse
grande período, Sílvio marcou nove gols, esteve em 98 vitórias, 57 empates e 45
derrotas.

Apesar de ter torcedores contrários a continuidade de Sílvio no Londrina, uma
coisa tem que ser admitida, o jogador fez e pode fazer ainda mais histórias pelo
clube e por tudo que já conquistou, pode ser considerado um ídolo do clube.
Sempre demonstrou determinação e raça vestindo o manto Alviceleste.

Por, Equipe Tubanautas
Jefferson Bachega
Reporte e Colunista

TubaCast #15

Aleluiaaaaa! Depois de um tempo off, voltamos emn grande estilo! Dá o Palyyyy que tem áudio do Luquinhas, Alemão e Germano!